Uber vende negócios no sudeste asiático para Grab após batalha custosa

(Reuters) - A Uber Technologies acertou acordo para vender seus negócios no sudeste asiático para uma rival regional maior, a Grab, anunciaram as companhias nesta segunda-feira, marcando o segundo recuo da empresa norte-americana no mercado asiático.

A primeira grande consolidação do setor de transporte urbano por aplicativo no sudeste asiático, que abriga cerca de 640 milhões de pessoas, pressiona a Go-Jek, da Indonésia, que é apoiada pelo Google e pela chinesa Tencent Holdings.

"Foi uma decisão independente por ambas as empresas", disse o presidente da Grab, Ming Maa, à Reuters, acrescentando que o diretor-executivo da Softbank, Masayoshi Shon, "é altamente favorável". Um fundo da Softbank fez um investimento bilionário na Uber no início deste ano.

A Uber assumirá uma participação de 27,5 por cento na Grab e o presidente-executivo da Uber, Dara Khosrowshahi, ingressará no conselho da Grab. A Grab foi avaliada pela última vez em cerca de 6 bilhões de dólares.

"Isso nos ajudará a dobrar nossos planos de crescimento, já que investimos fortemente em nossos produtos e tecnologia", disse Khosrowshahi em um comunicado.

A Comissão de Concorrência de Cingapura (CCS, na sigla em inglês) disse que tem missão de analisar se qualquer fusão resultará em "redução substancial da concorrência" e tomar medidas apropriadas, mas ainda não foi notificada oficialmenta da operação pelas empresas.

"Por exemplo, a CCS pode exigir que a fusão seja desfeita ou modificada para evitar a redução substancial da concorrência", disse a agência em um comunicado.

Para Grab, o negócio ajudará seu serviço de entrega de comida, que agora vai se fundir com a Uber Eats, competindo com Go-Jek, de acordo com uma pessoa próxima à Grab.

A Go-Jek é uma empresa dominante no setor de transporte urbano por aplicativo na Indonésia, a maior economia do sudeste asiático, e expandiu-se rapidamente para além de viagens, pagamentos digitais, entrega de comida, serviços de limpeza e até massagem.

"O Go-Jek é um aplicativo diferente, com comportamentos diferentes, é algo que não posso ver a Grab competindo na Indonésia por um longo tempo, como pelo menos um ano", disse Vinnie Lauria, sócio da Golden Gate Ventures.

A Uber, que está se preparando para uma oferta pública inicial (IPO) em 2019, teve prejuízo de 4,5 bilhões de dólares no ano passado e enfrenta crescente competição e críticas de reguladores na Europa.

A companhia norte-americana investiu 700 milhões de dólares no sudeste asiático, menos que os 2 bilhões gastos na China antes de ceder suas operações para a chinesa Didi.

A Uber considera como seus principais mercados no mundo os Estados Unidos, Austrália, Nova Zelândia e América Latina, regiões onde tem mais de 50 por cento de participação e é lucrativa ou está no caminho para atingir a lucratividade.

(Por Aradhana Aravindan)

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos