Califórnia propõe novas regras para carros autônomos buscarem passageiros

Por Heather Somerville

SÃO FRANCISCO, Estados Unidos (Reuters) - O órgão regulador de serviços públicos da Califórnia sinalizou nesta sexta-feira que permitirá que companhias de carros autônomos transportem passageiros sem um motorista de reserva no veículo, um passo adiante para desenvolvedores da tecnologia em um momento em que a indústria enfrenta críticas elevadas relacionadas à questões de segurança.

A Comissão de Serviços Públicos da Califórnia, órgão que regula setores incluindo companhias de transporte, emitiu uma proposta que pode abrir caminho para companhias como a Waymo, da Alphabet, e General Motors transportarem pessoas em carros autônomos sem a presença de qualquer motorista de reserva. A presença de um motorista tem sido a prática da maior parte das companhias até o momento.

O Departamento de Veículos Motorizados da Califórnia já havia emitido regras permitindo testes de veículos autônomos sem motoristas, que entraram em vigor nesta semana. A comissão informou que suas regras propostas complementam as regras existentes do departamento, mas fornece proteções adicionais para os passageiros.

A proposta, que deve ser votada em um encontro da comissão no mês que vem, poderá abrir caminho para que companhias de veículos autônomos façam mais testes e deixem o público mais intimamente familiarizado com a tecnologia, em um Estado que tem regulado de perto a indústria. A proposta também acontece no momento em que órgãos reguladores do país analisam mais criticamente carros autônomos, após um acidente matar uma pessoa no Estado de Arizona.

No mês passado, um carro autônomo do Uber atropelou e matou uma mulher de 49 anos, a primeira vítima fatal causada por um veículos equipado com a tecnologia. A empresa suspendeu todas as operações com veículos autônomos após o atropelamento e o episódio segue sendo investigado por autoridades.

Pelas regras propostas, as companhias precisam ter uma permissão de teste de veículo autônomo em uso por pelo menos 90 dias. O serviço deve ser gratuito, os passageiros precisam ter pelo menos 18 anos e nenhuma viagem para aeroportos é permitida.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos