Alemanha diz que Rússia pode estar por trás de ataque cibernético

BERLIM (Reuters) - O governo alemão deve presumir que um ataque cibernético a seu Ministério das Relações Exteriores partiu da Rússia, disse o ministro das Relações Exteriores, Heiko Maas, à emissora ZDF neste domingo.

Maas listou uma série do que chamou de ações problemáticas de Moscou, incluindo a falta de progresso na implementação de um cessar-fogo no leste da Ucrânia, um ataque de gás venenoso no Reino Unido, o apoio de Moscou ao governo sírio, os esforços da Rússia para influenciar as eleições ocidentais e o ataque cibernético.

"Tivemos um ataque ao Ministério das Relações Exteriores, onde devemos presumir que se originou da Rússia", disse ele.

(Por Andrea Shalal)

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos