No último minuto, AT&T retira IPO planejado da DirectTV na América Latina

(Reuters) - A AT&T retirou sua planejada oferta pública inicial de ações da Vrio Corp, o seu negócio DirecTV na América Latina, poucas horas antes de quando as novas ações começariam a ser negociadas.

A AT&T informou em comunicado na quarta-feira que a decisão de retirar o IPO da Vrio foi feita com base nas condições atuais do mercado, mas não deu mais detalhes.

Mais cedo na quarta-feira, uma fonte familiarizada com o assunto disse à Reuters que a oferta pública inicial havia sido adiada.

As ações da empresa estavam originalmente agendadas para estrear na Bolsa de Nova York sob o símbolo "Vrio" na quinta-feira.

Os coordenadores Goldman Sachs, JP Morgan, Citigroup e Morgan Stanley reduziram o IPO do provedor de serviços de televisão para 15 milhões de ações Classe A, ante previsão inicial de 29,7 milhões de ações Classe A.

A faixa de preço indicativa do IPO também foi reduzida para 16 a 17 dólares por ação, ante 19 a 22 dólares por ação.

Prestadores de serviços de televisão por cabo têm enfrentado forte concorrência enquanto a indústria luta contra o cancelamento de contas de clientes, que estão mudando para serviços de streaming de vídeo como o Netflix Inc e Amazon Prime, da Amazon.com.

O plano inicial da AT&T era vender a Vrio para amortizar dívidas, que devem subir para cerca de 180 bilhões de dólares, uma vez que a aquisição da Time Warner Inc seja concluída.

A AT&T entrou em fevereiro com pedido confidencial para uma oferta pública inicial da unidade, que inclui serviços de televisão a cabo e satélite no Brasil, Colômbia, Argentina, entre outros, levando analistas a afirmar que a segunda maior operadora de telefonia móvel dos EUA provavelmente não conseguiria encontrar um comprador.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos