Amazon lança casas-modelo inteligentes nos EUA para consumidores experimentarem Alexa

Por Jeffrey Dastin

VALLEJO, Estados Unidos (Reuters) - A Amazon.com anunciou nesta quarta-feira que montou modelos de casas "inteligentes" nos Estados Unidos para os consumidores experimentarem como a ajudante de voz Alexa pode apagar as luzes, ligar a TV ou encomendar mais sabão em pó.

O lançamento mostra como a Amazon pretende tornar a Alexa e a crescente lista de serviços da empresa, desde compras e entretenimento até segurança doméstica, parte da vida cotidiana dos consumidores. Além disso, também intensifica a competição com varejistas como Best Buy, que focam na apresentação de tecnologia e aconselhamento de compradores.

Maior varejista online do mundo, a Amazon disse que fez uma parceria com a Lennar para converter algumas casas-modelo da empresa de construção residencial em showrooms da Alexa. Os chamados "Centros de Experiência da Amazon" estão agora abertos em cerca de 15 cidades, incluindo Los Angeles, Dallas e Washington, com mais por vir.

"Hoje, as opções abertas para os clientes são: ir a uma loja física e ver dispositivos em demonstração. Você fica online e faz sua pesquisa. Mas é fundamental imaginar o que seria uma casa integrada" disse Nish Lathia, gerente-geral da Amazon Services, no centro de experiência em Vallejo, Califórnia.

David Kaiserman, presidente da Lennar Ventures, disse que os centros devem aumentar o tráfego para as casas-modelo da Lennar e estimular ideias para potenciais compradores de imóveis residenciais. A Lennar receberá uma comissão padrão pelas vendas da Amazon para os clientes que também ajudou a adquirir.

Espera-se que o mercado global de casas inteligentes atinja estimados 107,4 bilhões de dólares até 2023, segundo a firma de pesquisa de mercado ReportLinker.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos