Conselho da Xerox diz buscar melhores condições com a Fujifilm

(Reuters) - O conselho da Xerox disse nesta quarta-feira que pretende retomar as discussões de fusão com a Fujifilm, buscando um negócio superior aos termos anunciados no fim de janeiro, que têm estimulado uma luta indireta pela a empresa.

A Reuters publicou em abril que a Xerox havia informado a um tribunal de Nova York sobre a reabertura de negociações sobre o acordo de 6,1 bilhões de dólares para a empresa japonesa comprar a fabricante norte-americana de máquinas de impressão e cópia.

A empresa, sinônimo de fotocópia há meio século, está sendo criticada pelos investidores Carl Icahn e Darwin Deason por tentarem se vender para a japonesa Fujifilm em um acordo complexo que eles dizem desvalorizar drasticamente a Xerox.

Icahn e Deason, que juntos detêm cerca de 15 por cento da Xerox, anunciaram em abril um plano alternativo para a empresa, que poderia criar um valor total 54 a 64 dólares por ação, comparado aos 28 dólares por ação do acordo com a Fujifilm.

Com decisões judiciais apontando para uma batalha prolongada, os gestores de fundos de hedge disseram no começo da semana que considerariam uma oferta em dinheiro da Fujifilm de pelo menos 4 dólares por ação - 43 por cento a mais do que a oferta atual.

(Por Sonam Rai e Arjun Panchadar)

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos