Grupo de defesa de consumidores pede investigação sobre propaganda de piloto automático da Tesla

Por David Shepardson e Alexandria Sage

SAN FRANCISCO (Reuters) - Dois grupos norte-americanos de defesa do consumidor pediram na quarta-feira à Comissão Federal de Comércio dos Estados Unidos que investigue o que eles chamam uso "ilusório e enganoso" do nome "Autopilot" por sua tecnologia de direção assistida.

O Center for Auto Safety e o Consumer Watchdog, ambos grupos sem fins lucrativos, enviaram uma carta à comissão dizendo que os consumidores poderiam ser levados a pensar, com base no marketing e na publicidade da Tesla, que o piloto automático torna um veículo Tesla autônomo.

O piloto automático, lançado em 2015, é um sistema aprimorado do controle de velocidade em estrada (cruise-control) que automatiza parcialmente a direção e a frenagem. A Tesla afirma em seu manual do proprietário e em declarações de isenção de responsabilidade que o motorista deve manter as mãos no volante o tempo todo enquanto estiver usando o Autopilot.

Mas na carta, os grupos disseram que uma série de anúncios e press releases da Tesla, bem como declarações do presidente-executivo da empresa, Elon Musk, "enganam e iludem os consumidores, fazendo parecer que o Autopilot é mais seguro e capaz do que acredita-se ser."

"A Tesla é a única montadora a comercializar seus veículos de Nível 2 como 'autônomos', e o nome de seu conjunto de recursos de assistência ao motorista, Autopilot, conota total autonomia", disse a carta.

"O fardo agora recai sobre a FTC para investigar as práticas desleais e enganosas de Tesla, para que os consumidores tenham informações precisas, entendam as limitações do piloto automático e conduzam seus veículos de maneira apropriada e segura", disse o documento.

A Tesla não estava imediatamente disponível para comentar.

Dois condutores norte-americanos de veículos Tesla morreram em acidentes nos quais o piloto automático estava envolvido. O acidente mais recente, em março, está sendo investigado por reguladores de segurança.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos