Greve de caminhoneiros atinge faturamento de comércio eletrônico em maio, diz Ebit

SÃO PAULO (Reuters) - A greve dos caminhoneiros atingiu o comércio eletrônico do país, disse nesta quinta-feira a empresa de pesquisa de mercado Ebit, que reduziu a previsão para o crescimento do setor em maio.

A previsão de alta em relação a maio de 2017 passou de 20,7 para 13,3 por cento. Em maio de 2017, as vendas do comércio eletrônico do país somaram 3,79 bilhões de reais.

A expectativa inicial era de faturamento de 4,58 bilhões de reais e foi reduzida para 4,3 bilhões. Para o aumento no número de pedidos, a projeção passou de 9,2 para 5,6 por cento.

"O consumidor está com receio de comprar no comércio eletrônico porque uma situação como essa de greve gera incerteza com relação a entrega do produto", afirmou em comunicado à imprensa o diretor executivo da Ebit, André Dias.

"As vendas de eletrônicos e de eletrodomésticos são as que mais perderam participação desde o início da greve", disse Dias, comentando que maio é tido como mês chave para varejistas devido ao Dia das Mães e à proximidade da Copa do Mundo da Rússia.

(Por Alberto Alerigi Jr.)

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos