Alibaba lidera consórcio em acordo de US$1,4 bi por participação na chinesa ZTO Express

(Reuters) - O Alibaba Group disse nesta terça-feira que liderou um consórcio de investidores para comprar cerca de 10 por cento da empresa de entregas chinesa ZTO Express(Cayman), por 1,38 bilhão de dólares, como parte do impulso da empresa de comércio eletrônico para entrar nos serviços offline.

O consórcio inclui a afiliada de logística de propriedade majoritária do Alibaba, a Cainiao Smart Logistics Network, disse o Alibaba e a ZTO em comunicado conjunto, sem divulgar a identidade de outros investidores. Eles disseram que esperam que o acordo seja fechado em junho.

Este é o terceiro investimento do Alibaba em uma empresa de entregas chinesa, depois de comprar uma participação minoritária na YTO Express e na Best.

A empresa de e-commerce tem expandido sua rede de logística no país e no exterior enquanto trabalha para diversificar sua base de clientes. Como parte desse esforço, o Alibaba se tornou acionista majoritário da Cainiao em setembro, empresa que fornece suporte logístico para a principal plataforma de e-commerce do Alibaba, o Taobao.

A ZTO detém 1 por cento da Cainiao, que cofundou com o Alibaba e mais de uma dúzia de outras empresas chinesas em 2013.

O presidente do conselho da ZTO, Lai Meisong, disse à Reuters que o último acordo permitiria à ZTO e ao Alibaba compartilhar melhor seus recursos e ajudar a ZTO a cortar custos através do acesso a novas tecnologias. Ele disse que a dupla decidiu entrar em um acordo para trabalhar mais de perto nas operações e construir confiança entre os afiliados.

A ZTO disse que o Alibaba terá um assento no conselho da empresa.

"Essa confiança vai melhorar a eficiência da nossa cooperação", disse Lai em entrevista por telefone.

A operação de listagem na Bolsa de Nova York da ZTO, com sede em Xangai, no valor de 1,4 bilhão de dólares foi a maior realizada nos Estados Unidos em 2016 e a maior feita por uma empresa chinesa desde a oferta pública inicial (IPO, na sigla em inglês) de 25 bilhões de dólares da Alibaba em 2014.

As ações da ZTO fecharam em nível histórico recorde de 19,30 dólares na sexta-feira, o mais recente dia de negociação, avaliando a empresa em 13,7 bilhões de dólares.

A ZTO registrou um aumento de 36 por cento na receita no primeiro trimestre na comparação anual, segundo dados divulgados mais cedo neste mês. A empresa disse que processou 6,2 bilhões de encomendas em 2017, o que representa uma participação de mercado de 15,5 por cento, ante 7,6 por cento em 2011.

(Por Brenda Goh)

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos