Casa Branca tenta impedir que o Congresso bloqueie acordo com ZTE

WASHINGTON (Reuters) - A Casa Branca tentará impedir o Congresso dos Estados Unidos de bloquear o acordo do governo Trump e permitir que a ZTE, fabricante de equipamentos de telecomunicações da China, volte a fazer negócios com fornecedores norte-americanos, publicou o jornal Wall Street Journal nesta quarta-feira.

A questão da ZTE engloba as relações dos EUA com a China, segurança nacional, comércio e os laços do presidente Donald Trump com outros republicanos no Senado.

O governo quer mudar a linguagem legislativa em um projeto de lei de gastos de defesa perante o Senado, mas vai intervir mais tarde no processo legislativo, disse o jornal, citando uma autoridade da Casa Branca.

Espera-se que o Senado aprove o projeto até esta semana. Mais tarde, ele precisará ser conciliado com uma medida de gastos de defesa já aprovada pela Câmara dos Deputados.

A Casa Branca não pôde comentar de imediato.

Os EUA haviam banido a empresa, mas depois se mudaram para suspender a proibição. Em acordo com o Departamento de Comércio, a empresa concordou no início da semana em pagar uma multa de 1 bilhão de dólares, reformular sua liderança e cumprir outras condições, incluindo a colocação de 400 milhões de dólares em um banco aprovado pelos EUA.

As ações da ZTE despencaram em Hong Kong e Shenzhen nesta quarta-feira após o acordo, com o valor de mercado caindo cerca de 3 bilhões de dólares.

(Por Susan Heavey)

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos