Facebook amplia ofertas para produtores de vídeo para lucrar com visualizações

Por Paresh Dave

SAN FRANCISCO (Reuters) - O Facebook lançou nesta terça-feira um sistema de parcerias entre anunciantes e criadores de vídeos, conforme a maior empresa de mídia social do mundo tenta se igualar rapidamente à variedade de oportunidades oferecidas por seu rival de vídeo, o YouTube.

Alguns anunciantes testaram o Brand Collabs Manager, que identifica os produtores de vídeos que podem ser bons para o posicionamento de produtos ou ofertas de patrocínios.

O Facebook também disse que está permitindo que mais criadores de conteúdo façam anúncios em vídeos mais longos e ofereçam assinaturas de 4,99 dólares por mês para os fãs. Os assinantes recebem vantagens, como cenas exclusivas de bastidores.

O Facebook não manterá uma série de cortes de parcerias ou assinaturas durante os testes, e não tem certeza sobre as eventuais comissões, disse à Reuters o vice-presidente da empresa, Fidji Simo, em uma entrevista na semana passada.

A empresa tem sido cautelosa ao adicionar novas experiências, como vídeos, anúncios e opções pagas. No entanto, o Facebook implementou os recursos lucrativos nos últimos meses, após um ano em que muitos produtores de vídeos viram seus ganhos do YouTube reduzidos.

O YouTube, da Alphabet, reforçou as políticas de compartilhamento de receita no ano passado depois que anunciantes, incluindo a Procter&Gamble expressaram preocupação com ferramentas automatizadas de compra de anúncios que as transformaram em patrocinadoras de conteúdo questionável.

Tanto o Facebook quanto o YouTube estão correndo para atrair conteúdo de alta qualidade, o que ajudaria a conquistar os 200 bilhões de dólares gastos anualmente em publicidade televisiva globalmente.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos