Verizon deixará de vender dados de localização de telefones para terceiros

Por Sheila Dang

(Reuters) - A Verizon Communications deixará de vender os dados de localização de seus clientes a terceiros após uma investigação de um senador norte-americano descobrir que órgãos policiais puderam usar os dados para rastrear pessoas sem consentimento.

A decisão da Verizon ocorre num momento em que consumidores e legisladores estão cada vez mais preocupados com a privacidade e segurança em meio a violações de dados de empresas de tecnologia, incluindo o Facebook.

Em carta ao senador Ron Wyden, do Oregon, datada de 15 de junho e divulgada pelo escritório de Wyden nesta terça-feira, a Verizon disse que estava começando o processo para encerrar a venda de dados de localização de clientes a fornecedores que agrupassem os dados.

Wyden contatou as principais operadoras depois que sua investigação apontou que uma empresa prisional de telefonia com acesso a esses dados permitia que as autoridades os usassem para rastrear pessoas.

AT&T e T-Mobile disseram em cartas a Wyden que bloquearam a empresa prisional de telefonia de acessar dados de clientes, mas não chegaram a dizer que parariam de vender os dados de localização para outras pessoas.

A Sprint em sua carta à Wyden, disse que encerraria o acesso aos dados de localização de seus clientes se uma violação fosse encontrada.

(Por Sheila Dang)

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos