Presidente da Intel renuncia após investigação sobre relacionamento com colega

(Reuters) - A Intel informou nesta quinta-feira que seu presidente-executivo, Brian Krzanich, renunciou ao cargo após uma investigação revelar que um relacionamento consensual no passado com uma pessoa que trabalha na companhia violou a política da empresa.

"Uma investigação em andamento pelo conselho interno e externo confirmou uma violação da política que impede relacionamento entre funcionários, que se aplica a todos os gestores", disse a companhia em comunicado.

O conselho nomeou o diretor financeiro, Robert Swan, como presidente-executivo interino com efeito imediato. Krzanich ocupava o cargo desde maio de 2013.

A Intel informou que seu conselho começou a busca por um presidente-executivo definitivo, com candidatos internos e de fora da companhia, e que contratará uma empresa para ajudar no processo.

A companhia também previu receita e lucro melhores que o esperado no segundo trimestre.

As ações da Intel recuavam 1,5 por cento às 11:36 (horário de Brasília), para 52,6 dólares.

A empresa projeta a receita trimestral em cerca de 16,9 bilhões de dólares, e o lucro ajustado em aproximadamente 0,99 dólar por ação. Analistas, em média, estimam receita de 16,29 bilhões e lucro ajustado de 0,85 dólar por ação.

(Por Munsif Vengattil em Bangalore, Índia)

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos