YouTube lança programas de assinaturas como alternativa para anúncios

Por Paresh Dave

SÃO FRANCISCO (Reuters) - O YouTube anunciou na quinta-feira que usuários de vídeos com mais de 100 mil seguidores poderiam começar fã clubes pagos no serviço, uma das várias novidades que visam ajudá-la e seus usuários a diversificar receitas após um ano turbulento.

A unidade da Alphabet disse que está investindo em reduzir a dependência de anunciantes, que pagam bilhões de dólares em receita anual, mas cada vez mais não evitam serem associados a certos conteúdos, como músicas com letras fortes.

Alguns produtores de vídeos viram seus ganhos caírem no ano passado quando o YouTube acalmou os anunciantes ao restringir a exibição dos comerciais. Novas ferramentas, como assinaturas e vendas expandidas de mercadorias, devem dar aos produtores de vídeo mais controle sobre seus negócios, disse Rohit Dhawan, diretor sênior de gerenciamento de produtos do YouTube.

Dhawan não quantificou o investimento no que o YouTube chama de "monetização alternativa". Mas ele disse que o serviço de vídeo está retendo 1,50 dólar por mês a cada 5 dólares para justificar os recursos envolvidos.

O objetivo do YouTube é desenvolver um conjunto de softwares para produtores gerenciarem seus relacionamentos com fãs e outras ferramentas, como o envio de vídeos personalizados de "feliz aniversário" para os membros, disse Dhawan.

Os produtores de conteúdos escolhem o nome do seu fã clube e os benefícios oferecidos, todos sujeitos à aprovação da equipe do YouTube. Os membros podem denunciar criadores que não entregam benefícios, como camisetas ou mensagens.

(Por Paresh Dave)

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos