Video makers pedem que Youtube faça mudanças na barra de ferramentas

Por Paresh Dave

ANAHEIM, Califórnia (Reuters) - Produtores de vídeo com milhões de inscritos no YouTube expressaram frustração na semana passada com um serviço que notifica apenas parte dos seguidores sobre novas postagens, provocando quedas nas visualizações e na receita.    

A diferença entre audiência e assinantes, semelhante a seguidores no Twitter ou curtidas de página no Facebook, surgiu como o mais recente ponto de discussão entre os criadores de conteúdo do YouTube reunidos na Vidcon, reunião anual da indústria de vídeo online.    

O YouTube, da Alphabet, no ano passado enfrentou uma reação negativa de criadores cuja receita de publicidade no serviço foi reduzida devido à mudança de políticas. Mas a falta de alertas de assinantes afeta muito mais gente.    

"É inaceitável", disse King Russell, que tem quase 3 milhões de inscritos no YouTube, sobre o assunto durante uma discussão no palco da VidCon. "É brega, rude e precisa mudar."    

Suas visualizações por vídeo diminuíram para cerca de 100 mil, de mais de um milhão nos últimos anos.    

Essas desistências criaram uma abertura para o Facebook, o Snap e a Amazon.com atrairem os criadores de vídeos, à medida que as empresas começam a dividir a receita com eles, como o YouTube faz há muito tempo.    

Os executivos do YouTube abordaram as principais críticas na VidCon, dizendo que o público está sobrecarregado com muitos alertas e que os usuários que assinam os canais o fazem a dezenas, e raramente cancelam a inscrição.    

O software decide, com base nos padrões de visualização, os usuários que devem receber mensagens indicando novos conteúdos.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos