Melhores celulares de 2018

Quais modelos se destacaram em cada categoria? Aqui vai o resultado dos nossos testes

Gabriel Francisco Ribeiro* Do UOL, em São Paulo
Arte/UOL

Chegou a hora de responder: qual foi o melhor smartphone do ano? O UOL Testa colocou à prova os principais lançamentos de cada marca e agora aponta os três vencedores de cada categoria.

Ao fim do texto, confira um álbum com as notas detalhadas que demos para cada celular ao longo de 2018. 

Vale dizer que só entraram na disputa aparelhos vendidos oficialmente no Brasil pelas fabricantes --ou seja, infelizmente os aparelhos chineses ficam de fora por conta da dificuldade que a maioria das pessoas tem para adquiri-los.

A melhor câmera traseira

1º - Galaxy Note 9

O aparelho da Samsung faz ótimas fotos tanto no claro quanto no escuro. Se sai especialmente bem nas fotos com pouca luminosidade, graças à abertura variável da câmera traseira, que se adapta bem a vários cenários de luz. Diante de um empate com o iPhone XS Max, ganhou pontos extras pela tecnologia de inteligência artificial da câmera, que reconhece o objeto fotografado e turbina a foto automaticamente.

2º - iPhone XS Max

O top de linha da Apple não deve quase nada para o campeão. O dispositivo da Apple vai até melhor em fotos no claro e também não decepciona tanto em ambientes escuros, apesar de ser levemente inferior. Também ganhou pontos pela nova maneira de lidar com o HDR das fotos, que junta várias imagens tiradas ao mesmo tempo para formar uma imagem mais perto do ideal.

3º - S9+

Lançado logo no início do ano, o Galaxy S9+ foi o primeiro aparelho da Samsung a vir com a abertura variável, que melhora fotos tiradas à noite. Assim como os dois primeiros do ranking, o celular tem câmera que tira ótimas fotos de dia e de noite, em luz artificial ou natural. O top 3 do ano é de respeito e não decepcionará nenhum usuário.

A melhor câmera frontal

1º - iPhone XS Max

A selfie do iPhone XS Max tira ótimas fotos quando a luz do ambiente está boa. Mas não espere muita em ambientes com baixa iluminação --as imagens podem ficar pixeladas e granuladas. O iPhone XS Max ganha mais pontos por conta do ótimo Modo Retrato na câmera frontal e dos efeitos que podem ser criados a partir dele --usa tecnologias do Face ID para superar os principais concorrentes.

2º - Galaxy Note 9

O Note 9 vai melhor do que os iPhones em ambientes com baixa iluminação --as fotos não vão ficar perfeitas, mas a qualidade é superior. As cores são mais reais do que as do iPhone, que costuma deixar o branco amarelado. Mas o Note 9 não conta com a mesma qualidade no queridinho modo retrato do iPhone, apesar de ter uma selfie panorâmica.

3º - iPhone XR

O sistema todo é bastante semelhante ao dos iPhones XS Max e X do ano passado. Por isso, você pode esperar as mesmas qualidades e defeitos: um bom modo retrato, mas problemas com imagens em ambientes escuros. Além, claro, de tons amarelados em áreas brancas. Em condições ideais, contudo, tem uma das melhores câmeras no mercado e vai satisfazer quem comprar o dispositivo.

A melhor bateria

1º - Galaxy A8+

O Galaxy A8+ surpreendeu positivamente. O aparelho intermediário da Samsung levou 12 horas e 51 minutos para descarregar completamente quando assistimos a um vídeo em repetição no dispositivo. O modelo também foi bem no carregamento: conseguiu passar de 0% a 100% em 1 hora e 37 minutos.

2º - Moto E5

Básico da Motorola, o Moto E5 conseguiu até ter uma duração maior da bateria do que o Galaxy A8, no mesmo esquema de ver ver um mesmo vídeo repetidamente: 13 horas e 19 minutos. Mas perdeu a primeira colocação por conta do carregamento: levou 2 horas e 41 minutos para passar de 0% a 100%, mais de uma hora a mais que o rival.

3º - S9+

Você acha que não existe top de linha com bateria boa? Existe! O Galaxy S9+, da Samsung, é o terceiro colocado da nossa relação. No teste, a bateria durou 10 horas e 54 minutos com o vídeo rodando, enquanto o carregamento total aconteceu em 1 hora e 43 minutos. Só vale citar que o celular pode descarregar mais rápido no uso cotidiano.

O melhor desempenho

1º - iPhone XR

O aparelho da Apple é turbinado com o processador A12 Bionic, da nova geração dos celulares da companhia, que não decepciona: o uso do celular é eficiente e sem travadas, além de ser possível executar tarefas pesadas, como jogar games em realidade aumentada. O desempenho está no mesmo nível do iPhone XS Max, mas o XR ganha no desempate por, apesar de ser mais barato, surpreendentemente ter tido nota maior no teste do Geekbench, que mede o desempenho.

2º - iPhone XS Max

É o mesmo chipset do iPhone XR, por isso tem tudo o que seu "irmão mais barato" tem. O processador é um dos melhores do mercado, com o benefício de ser pensado especialmente para ao próprio sistema operacional da Apple, o que é uma vantagem em relação ao Android, que se adapta ao jeito de cada fabricante.

3º - Galaxy Note 9

No terceiro lugar ficaram empatados os outros tops de linha. Por pequena diferença, quem ganha neste quesito é o Galaxy Note 9, um dos aparelhos mais poderosos já lançados pela Samsung. Durante o nosso teste, praticamente não tivemos problemas de travamentos com o smartphone, mas vale dizer que ele ficou atrás em alguns testes de benchmark em relação ao S9+ e ao LG G7 ThinQ.

As melhores inovações

  • 1º - Galaxy S9+ (abertura variável)

    Em fevereiro, a Samsung apresentou seu novo top de linha com uma novidade: a abertura variável na câmera traseira do aparelho. Recurso inédito entre celulares, ele usa um conceito de câmeras profissionais para que a entrada de luz varie dependendo da iluminação do ambiente em que o usuário estiver. A Samsung chamou a tecnologia de "câmera reimaginada" - o resultado, na prática, ainda não fez diferença gritante, mas ajudou e foi inovador.

  • 2º - Zenfone 5 (câmera inteligente)

    A Asus não foi a primeira a apresentar inteligência artificial na câmera --as marcas chinesas já faziam isso. Mas entre as empresas que vendem oficialmente no Brasil, foi a primeira a ter uma câmera que entende o que está sendo fotografado e melhora a imagem. O Zenfone 5 foi lançado no exterior em fevereiro e chegou por aqui em agosto (o LG G7 chegou antes no país com AI, mas foi mostrado depois fora do Brasil).

O melhor custo-benefício

1º - Galaxy A8

Nós avisamos na época do lançamento: o Galaxy A8 era o melhor celular para o usuário comprar dali a seis meses. E não deu outra. Apresentado em fevereiro por R$ 2.399, o dispositivo já pode ser encontrado por valores que se iniciam na casa dos R$ 1.500 nas lojas varejistas. Por esse preço, é uma ótima pedida: você tem boa câmera, ótima tela e desempenho que não atrapalha.

2º - Moto Z3 Play

Assim como o smartphone da Samsung, o Moto Z3 Play é outro aparelho lançado neste ano cujo preço já caiu bastante. Começou custando R$ 2.299, mas já pode ser comprado por preços na casa de R$ 1.700. O celular é da linha Z, a mais premium da Motorola, e pode ter os acessórios Snaps acoplados em sua traseira. Destaque para o bonito design e a boa tela.

3º - Galaxy A6+

O Galaxy A6+ é outra opção intermediária da Samsung que tem tudo para deixar consumidores satisfeitos. Lançado por R$ 2.099, ele está com o preço na casa dos R$ 1.400. É uma boa opção em termos de câmera - o desempenho é um pouco inferior ao do A8, mas não deixa a desejar. Destaque para o design e para a memória interna de 64 GB.

As notas de todos celulares

Neste ano, a reportagem do UOL Tecnologia avaliou 17 dos principais celulares lançados no Brasil pelas fabricantes, entre os mais vendidos e os mais destacados no mercado. 

Para cada um deles, demos uma nota de 0 a 5 nos quesitos: tela, touch, áudio, gravação de vídeo, câmera principal, câmera frontal, desempenho, peso, bateria, usabilidade, design e custo-benefício. Essas notas foram transformadas numa média final.

Além disso, realizamos testes específicos, como os de bateria (em quanto tempo descarrega vendo vídeo e em quanto tempo carrega de 0% a 100%), de desempenho (com os aplicativos Geekbench e AnTuTu) e de câmera (tirando fotos nas mesmas condições). 

A nota de cada celular está no review do respectivo aparelho no UOL Testa. Abaixo, você pode ver o álbum com as notas finais dos celulares testados no ano: 

Curtiu? Compartilhe.

Topo