Dicas de Tecnologia

Só não pode lavar: veja 6 dicas úteis na hora de vender seu smartphone

Do UOL, em São Paulo

A nova versão do seu smartphone foi lançada e você está com a mão coçando para comprá-la? Ou ainda, sobrou uma grana e você conseguirá comprar o aparelho que sonhava? Com novos celulares lançados ano a ano, trocar de aparelho é algo bastante comum. E é na hora que você decide pela compra que surge uma dúvida: o que fazer com o seu smartphone antigo?

Caso você não queira ficar com ele como reserva para usar caso aconteça algo de indesejável com o novo celular (um defeito ou, ainda, um furto, por exemplo), uma boa opção é vender o smartphone. E a boa notícia é que o mercado para aparelhos usados está aquecido, conforme contamos aqui. Caso essa seja sua opção, algumas dicas podem ajudar a conseguir um valor de venda maior e, de quebra, evitar reclamações da parte do comprador. Abaixo listamos seis passos que ajudam na hora de passar para frente o seu velho companheiro. Confira!

iStock
iStock

Higiene é fundamental

O primeiro passo para vender o seu celular é realizar uma limpeza criteriosa do aparelho. Remova marcas de digitais e também capaz para limpar a carcaça. Aparelhos usados, geralmente, possuem arranhões e outras marcas. Caso não seja nenhum dano profundo, o ideal é não se preocupar: é normal que quem esteja comprando um celular usado esteja ciente de que o gadget dificilmente estará em estado de novo.
iStock
iStock

Escolha bem onde vender

Antes de sair anunciando seu aparelho em sites, vale a pena olhar para o seu círculo social: em geral, vender o aparelho para parentes ou amigos pode significar mais dinheiro no seu bolso. Caso não tenha ninguém conhecido que queira trocar de celular, há diversas opções, de sites especializados na compra e venda de celulares usados como o Trocafone e do Brused, até páginas de leilões como o Mercado Livre. Em todos os casos, é interessante fazer uma boa pesquisa de preço para vender o seu aparelho por um valor competitivo, porém sem ter prejuízo.
iStock
iStock

Não economize nas fotos

Caso a opção seja por vender o aparelho via Internet, a regra é: não economize nas fotos. E, nessas imagens, é desejável que o aparelho esteja em seu estado natural - você até pode amar sua capinha da Hello Kitty, mas não vale anunciar o celular envolvido por ela. O aparelho possui riscos ou marcas na carcaça? Sem problema: é interessante que eles apareçam nas fotos, de maneira detalhada. Um vendedor sincero tende a ganhar pontos com seus clientes em potencial.
iStock
iStock

Inclua todos os acessórios

Quando compramos um celular, é normal que ele venha com fones de ouvido e cabo para carregamento. Logo, na hora de vender seu aparelho usado, inclua esses acessórios. E se tudo isso estiver na caixa original do aparelho, melhor ainda. É algo que ajuda a passar a imagem de dono zeloso e, assim como relatar possíveis defeitos, conta pontos na hora de angariar compradores.
Getty Images/iStockphoto
Getty Images/iStockphoto

Vale a pena consertar?

O celular está com a tela rachada? A bateria já não é mais a mesma dos dias de glória? Aqui vale ponderar se é mais interessante vender o aparelho nesse estado - e por um preço muito menor - ou investir no conserto antes de anunciá-lo. O que não vale é anunciar e vender o celular como novo, escondendo defeitos do seu comprador.
iStock
iStock

Apague tudo

Encontrou um comprador e fechou negócio? Ótimo! Antes de enviar o aparelho pelo correio ou, ainda, entregá-lo em mãos, não se esqueça de apagar todos os dados. Além de se desconectar de serviços como iCloud e Google, que mantém dados pessoais sensíveis, é importante formatar o aparelho, deixando ele nas configurações de fábrica.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos