Google finaliza compra da Motorola por US$ 12,5 bi e troca diretor-executivo da companhia

Do UOL, em São Paulo

  • Kevin Lamarque/Reuters

    Página do Google é mostrada em smartphone Milestone; gigante das buscas finalizou compra da Motorola

    Página do Google é mostrada em smartphone Milestone; gigante das buscas finalizou compra da Motorola

O Google anunciou nesta terça-feira (22) por meio de Larry Page, diretor-executivo da companhia, que finalizou o processo de compra da Motorola Mobility, divisão da empresa americana responsável pela fabricação de celulares. O negócio foi feito em 15 de agosto de 2011, porém os órgãos regulamentadores só ratificaram a operação recentemente.

No anúncio, Page informou que Sanjay Jha, diretor-executivo da Motorola Mobilty, será destituído, apesar de ter “sido responsável em construir uma grande companhia e por ter apostado alto na plataforma Android”.

O novo diretor-executivo da Motorola será Dennis Woodside, um funcionário do Google que, segundo Page, foi responsável por aumentar os negócios da companhia em diversas regiões e a aumentar consideravelmente o lucro da empresa nos Estados Unidos.“Eu conheço o Dennis há quase dez anos e ele é fenomenal em criar equipes para entregar resultados nas grandes apostas do Google”, disse Larry Page em post no blog oficial do gigante das buscas (disponível aqui em inglês).

O negócio com a Motorola, feito em agosto de 2011, foi a maior aquisição do Google até então. A gigante das buscas pagou US$ 12,5 bilhões pela fabricante de celulares americana – o equivalente a US$ 40 por ação.

Compra por patentes

Na época da compra, alguns analistas de mercado disseram que o Google adquiriu a Motorola para entrar na briga do mercado de patentes de telefonia. Por não ter um bom portfólio, empresas da concorrência – como Apple e Microsoft – passaram a acusar fabricantes de smartphones Android por infringirem direitos autorais de várias tecnologias e funções.

Alguns meses antes da aquisição, o Google tentou comprar patentes de telefonia da Nortel. A empresa não conseguiu chegar aos valores propostos no leilão e ainda acusou Microsoft, Apple e Oracle de atuarem em conjunto para prejudicar o desenvolvimento do sistema Android.

Curiosamente, após o anúncio da compra no ano passado, a Motorola passou a reivindicar uma série de infrações de patentes feitas por concorrentes. Em um caso, a Apple teve que remover produtos de seu site na Alemanha que utilizavam tecnologias sem fio patenteadas pela Motorola.

Veja grandes aquisições do mundo da tecnologia
Veja Álbum de fotos

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos