Reinaldo Canato/UOL

UOL Testa: Celulares

Vale a pena comprar o novo celular K10 da LG? Veja as primeiras impressões

Márcio Padrão

Do UOL, em São Paulo

K10, smartphone intermediário da LG, chegou ao Brasil pela primeira vez em 2016 e chamou a atenção pelo design. Era tão bonito que parecia top de linha, mas seu desempenho era apenas modesto e dentro do esperado para um celular na faixa de R$ 1.200 (hoje ele já pode ser encontrado por R$ 750, em média). Esperávamos que a versão 2017 --chamada pela fabricante de "K10 Novo"-- trouxesse melhorias, mas elas foram bem poucas.

Testamos rapidamente o aparelho na feira de tecnologia CES 2017, em Las Vegas, e no seu lançamento, na última terça (7), no Rio de Janeiro, e notamos que ele manteve muitas das características que definem um K10: a tela de 5,3 polegadas com resolução apenas HD, o visual elegante e a leveza --tem 142 gramas, 11 g a menos que seu antecessor. O que nos leva a achar que a LG aderiu ao "não se mexe em time que está ganhando".

As evoluções mais importantes: cresceram as memórias internas e RAM --agora com 32 GB e 2 GB, em vez de 16 GB e 1 GB. Ele já vem com o atualizado Android 7.0 em interface da LG e um processador um pouco melhor que o anterior (passou de 1,14 GHz para 1,5 GHz). No nosso teste rápido, não travou, e a câmera de 13 MP clicava bem rápido. Em compensação, a navegação pelas fotos tiradas tinha um pouco de atraso, mas nada muito sério. 

Márcio Padrão/UOL

A bateria do novo K10 cresceu de 2.220 para 2.700 mAh (100 mAh a menos que a versão lançada no exterior). Se considerarmos a baixa resolução da tela, dá para dizer que a vida útil da carga é boa, como no modelo anterior, mas ainda faltam testes mais longos.

Uma coisa curiosa é que o K10 não usa a clássica gaveta de aplicativos no Android. É como no iPhone: todos os ícones de apps ficam espalhados pela tela principal. Essa decisão ocorreu no ano passado com o G5, mas para acalmar quem não gostou da ideia, a fabricante lançou um aplicativo para trazer a gaveta de apps de volta, o LG UI 4.0, que pode ser baixado no K10 também.

Do jeito que está, o novo K10 enfrentará no mercado o Moto G4 Play, da Lenovo/Motorola, e o Galaxy J5 Metal da Samsung. Ou seja, é um intermediário com um "pezinho" na linha básica da fabricante sul-coreana. O ano está começando e a concorrência deve aumentar, mas a LG trouxe um produto que é bem atraente para o segmento, ainda mais pelo preço de R$ 1.199 --que talvez caia um pouco ao longo dos meses. 

Direto ao ponto: K10 Novo

Tela: 5,3 polegadas HD (720 x 1280 pixels)
Sistema Operacional: Android 7.0
Processador: Mediatek MT6750 CPU octa-core (1.5 GHz)
Memória: 32 GB de armazenamento interno (cartão microSD de até 2 TB) e 2 GB de RAM
Câmeras: 13 MP (principal) e 5 MP (frontal)
Dimensões e peso: 148,7 x 75,29 x 7,99 mm; e 138 g
Bateria: 2.700 mAh
Preço sugerido: R$ 1.199

UOL testou o LG K10 em 2016; relembre

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos