Novo Apple Watch funciona como celular; Apple TV ganha resolução 4K

Guilherme Tagiaroli*

Do UOL, em Cupertino (EUA)**

  • Reprodução

    Apple Watch 2017

    Apple Watch 2017

A Apple anunciou na tarde desta terça-feira (12) sua nova geração do Apple Watch. Agora, o relógio inteligente da empresa funciona também como um celular, já que ganhou compatibilidade com a tecnologia de dados móveis LTE, usada nos telefones.

Nas versões anteriores, era preciso que um iPhone estivesse perto do relógio para o usuário conseguir realizar ligações para um dos contatos da agenda ou receber as ligações. Para suportar a mudança, o Apple Watch virá com antenas de rádio embutidas na tela e terá embutido um cartão de dados e-SIM.

Segundo Jeff Williams, diretor de operações da empresa, você pode ligar e receber chamadas em seu próprio relógio usando o mesmo número do iPhone. Não é novidade na indústria --o primeiro smartwatch do gênero a ter LTE foi o LG Watch Urbane 2, de 2015.

"O maior desafio foi construir. Pensamos em alternativas de antena ou de colocar o SIM [chip do celular], mas acabamos com o case do Series 3 do mesmo tamanho do Series 2. Só mudou milímetros. É mágico fazer uma chamada em um dispositivo desse tamanho", afirmou o executivo.

Williams também destacou que o processamento do dispositivo ficou 70% mais rápido e a bateria dura em média um dia. Outra novidade foi que a Siri poderá conversar pelo Apple Watch. Antes, a assistente pessoal só ouvia o usuário e respondia com textos; agora poderá "falar" pelo alto-falante do relógio.

O Apple Watch Series 3 começará a ser vendido no dia 22 de setembro em 26 países. O Brasil não foi incluído na lista. Os valores variam entre US$ 329 (R$ 1.075,83) na versão sem a função do celular, e US$ 399 (R$ 1.304,73) com celular.

Reprodução
Apple TV ganha resolução 4K

Apple TV agora é 4K

A Apple também apresentou hoje sua quinta geração da Apple TV. Confirmando rumores, o novo modelo agora tem a alta resolução 4K, usada em televisores top de linha. 

O centro de mídia agora usa o processador A10X Fusion --o mesmo do iPad Pro-- tem suporte para os sofisticados sistemas Dolby Vision e HDR10, que garantem melhor qualidade de contraste nas imagens. 

Além disso, o aplicativo próprio da Apple TV expandirá para mais sete países. Ele já opera nos EUA; para o Brasil, ainda nada. O app concentra os filmes e séries do usuário e é compatível com a Siri, que pesquisa e acessa conteúdo via comandos de voz.

A nova Apple TV 4K começa custando nos EUA US$ 179 (R$ 585) com 32 GB, ou US$ 199 (R$ 650) com 64 GB. A Apple TV 4ª geração de 32 GB vai a US$ 149 (R$ 487).

** O repórter viajou a convite da Apple
* Colaboraram Bruna Souza Cruz, Gabriel Francisco Ribeiro e Márcio Padrão

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos