Após 37 grávidas, app de controle de fertilidade é investigado na Suécia

Do UOL, em São Paulo

  • Reprodução

Um aplicativo para controle de fertilidade chamado Natural Cycles está sob investigação na Suécia. O motivo: 37 mulheres que controlavam eu ciclo menstrual pelo programa ficaram grávidas nos últimos quatro meses de 2017.

O app funciona ao escanear a temperatura corporal das mulheres durante o ciclo mestrual, indicando quando seria "seguro" fazer sexo sem o uso de métodos contraceptivos. É uma espécie de "tabelinha" digital, portanto - e que não exclui a necessidade de uso de outros métodos como a camisinha para a proteção contra doenças sexualmente transmissíveis. 

VEJA TAMBÉM

Os casos foram descobertos devido a um estudo feito pelo hospital Södersjukhuset, de Estocolmo, com 668 mulheres que procuraram o local para abortos entre setembro e o final de dezembro de 2017. Os resultados foram informados para a Agência de Produtos Médicos, uma espécie de Anvisa do país.

A empresa responsável pelo Natural Cycles se defendeu dizendo que nenhum método contraceptivo "é 100% eficaz" e que todos eles têm na gravidez indesejada "um risco". Um estudo promovido pela companhia mostra que o aplicativo seria mais eficiente do que pílulas anticoncepcionais quando usado corretamente.

No início do ano passado, o Natural Cycles foi o primeiro aplicativo aprovado como método contraceptivo, o que aconteceu na Alemanha. Já no final do ano, a empresa responsável recebeu um aporte de US$ 30 milhões.

Os casos na Suécia deverão ao menos atrasar o próximo passo do aplicativo: conseguir a aprovação do FDA, órgão norte-americano responsáve por certificar medicamentos. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos