UOL Notícias Tecnologia

22/06/2009 - 10h25

Anatel determina que Telefônica suspenda venda de Speedy

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) determinou que a Telefônica interrompa a comercialização do serviço de internet banda larga Speedy, devido às constantes falhas e quedas.

De acordo com despacho de 19 de junho, a Telefônica deve suspender a comercialização do Speedy imediatamente após a notificação, ocorrida na manhã de hoje (22). Além disso, a companhia deve apresentar em até 30 dias um plano para garantir o funcionamento do serviço.

Você acha que a decisão da Anatel é válida para resolver os problemas?

A operadora também será obrigada a informar que o motivo da interrupção da venda é a instabilidade do serviço, além de responder em até cinco dias úteis todas as reclamações provenientes das falhas.

Caso a Telefônica não cumpra a determinação e continue a vender o Speedy, deverá pagar multa de R$ 1 mil por cada novo acesso comercializado. Se não apresentar o plano de contingência no prazo, não informar o motivo da suspensão da venda ou não responder às reclamações dos usuários, a multa será de R$ 15 milhões.

A empresa afirmou, em nota à imprensa, que vai aguardar o recebimento oficial da notificação para analisar o teor da decisão. Além disso, afirma que não tem conhecimento do processo em trâmite na Anatel. Somente depois disso é que se pronunciará de maneira mais ampla sobre o assunto.

A Telefônica também afirma que "a decisão da Anatel não impactará ou interromperá os serviços prestados aos atuais usuários do Serviço Speedy".

Compartilhe:

    Últimas Notícias

    Hospedagem: UOL Host