Com iPhone vermelho e iPad renovado, Apple dá início a seus lançamentos

Do UOL, em São Paulo

  • Divulgação

    Apple anunciou edição limitada do iPhone 7 vermelho

    Apple anunciou edição limitada do iPhone 7 vermelho

Há um ano, a Apple lançava em um evento o iPhone SE, versão com tela pequena de seu famoso smartphone. Mas sem estardalhaço neste ano, a marca norte-americana soltou nesta terça-feira (21) uma série de pequenas novidades para seus consumidores. As principais estão na linha iPhone: o 7 ganhou uma versão vermelha em edição especial, enquanto o SE dobrou de armazenamento.

O iPhone 7 vermelho tem o objetivo de arrecadar fundos para uma boa causa. Cada compra contribuirá para programas de combate ao HIV/AIDS do Fundo Global. O iPhone 7 (tela de 4,7 polegadas) custa a partir de R$ 3.899, enquanto o 7 Plus (tela de 5,5 polegadas) começa em R$ 4.499. Ambos são vendidos apenas em duas versões de armazenamento interno: 128 GB ou 256 GB.

E ainda mais discretamente, o iPhone SE apareceu no site oficial com mais memória interna, em versões com 32 GB por R$ 2.499, e 128 GB por R$ 2.899 --antes traziam 16 GB e 64 GB.

Divulgação
Novos modelos de iPad foram anunciados sem alarde pela Apple

iPad com tela mais brilhante

Já fazia quase dois anos que a Apple não atualizava a linha iPad. Pois essa atualização chegou, mas ainda tímida. O iPad Air ganhou uma tela Retina "mais brilhante", o que a tornaria de mais fácil leitura --mas a empresa não detalha o quão brilhante é em relação à versão anterior. E o processador também mudou: sai o A8X, entra o A9, o mesmo dos iPhones 6S.

O iPad Mini 4 sofreu a mesma alteração do iPhone SE: apenas limou quase todas as versões de armazenamento interno, restando só a com 128 GB. O modelo Wi-Fi custa R$ 2.999; o modelo Wi-Fi + 4G sai por R$ 3.699.

Divulgação
Clip, app da Apple que permite criar vídeos animados com filtros

App misterioso

Outra novidade do dia foi o Clips, um aplicativo novo que segundo a descrição, faz vídeos e fotos com filtros estilosos e textos divertidos para serem compartilhados nas redes sociais. Será mais um clone do Snapchat a caminho, mas desta vez pelas mãos da Apple?

Como o app ainda não está disponível --só chega em abril-- só ficamos com as imagens de divulgação, que têm uma pegada colorida e jovem. O que chama a atenção é o recurso de transcrever no formato texto o que a pessoa filmada falou no vídeo. Talvez seja algo que integre com a tecnologia da assistente Siri.

Outras novidades da Apple incluíram o Swift, app de aprendizado para programar em código; ele agora suporta chinês simplificado, japonês, francês, alemão e espanhol latino-americano. Já o Apple Watch ganhou novas cores para as pulseiras em nylon, Nike Sport e Hèrmes.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos