Reinaldo Canato/UOL

UOL Testa: Celulares

"Celular para selfie", Galaxy A5 é bom, mas não impressiona

Gabriel Francisco Ribeiro

Do UOL, em São Paulo

Tem muita gente que sonha com um celular top de linha, mas precisa se contentar com modelos mais baratinhos. Pensando nisso, a Samsung lançou a linha Galaxy A, com aparelhos que se propõe a ter elementos de um modelo premium, mas com preço mais acessível.

O UOL Tecnologia testou o A5, mas esbarrou em defeitos chatos e características que seriam de top, mas que não se comprovam, como design e câmera. Nem o valor ajuda: um pouco mais de R$ 1.500.

Desempenho vai bem no geral. Mas a internet...

Com um processador da Samsung que está um pouco abaixo dos melhores da companhia e bons 3 GB de RAM, o Galaxy A5 vai bem no desempenho geral e funciona tranquilamente nas funções básicas, como redes sociais e internet.

Mas não espere nada além disso: demora para carregar um jogo mais pesado, por exemplo, e apresenta lentidões e atrasos na resposta dos comandos quando é usado com mais intensidade. 

Vinicius Andrade/UOL

Durante o nosso teste, o celular apresentou recorrentes problemas para a navegação online em dados móveis e repetidas vezes deixou de conectar à internet, usando o 3G e o 4G --foi preciso colocar no modo avião e reativar a internet. O chip usado funcionou normalmente em outros modelos. Pode ser um problema pontual, mas que atrapalhou nossa análise.

A bateria também ficou naquela linha "boa, mas nada extraordinário". Ela tem um desempenho legal e no nível da maioria dos celulares no mercado. Seus 3000 mAh garantem mais de um dia de uso moderado, beirando um dia e meio.

Tela boa e design sem grandes novidades

A linha 2017 do Galaxy A contou com uma leve repaginação do design, mas, no fim, o A5 ficou "achatado" e parecido com os aparelhos da Motorola. O corpo é de metal, o vidro é resistente (Gorila Glass no padrão 2,5D) e as bordas ficaram mais curvas do que na geração passada, para ajudar na pegada do celular. 

Vinicius Andrade/UOL
Traseira do Galaxy A5 2017
Já a tela é muito boa. O display é Full HD e tem a tecnologia Super Amoled da Samsung. Pode não ser tão brilhante como os modelos tops de linha, mas funciona bem para ver séries e assistir a vídeos.

Não é uma tela enorme (tem 5,2 polegadas), mas o tamanho é suficiente para a maioria das tarefas e ajuda bastante na usabilidade. Para quem faz questão da telona, a Samsung tem o A7.

Câmeras: muito MP para pouco resultado

O anúncio do Galaxy A5 trazia uma informação impressionante: câmeras frontal e traseira com 16 MP cada uma.

É raro câmeras frontais chegarem a esse número. Mas, como a gente sempre lembra, tamanho do megapixel não é documento. E é esse o caso.

Gabriel Francisco Ribeiro/UOL
Foto do Galaxy A5 2017 com luz natural
A câmera traseira não é tão eficiente, principalmente quando a iluminação não é ideal. O autofoco funciona, mas a estabilização das imagens deixa a desejar e resulta em fotos tremidas. Em ambientes com boa iluminação, contudo, elas ficam ótimas. 

Gabriel Francisco Ribeiro/UOL
Foto do Galaxy A5 2017 com luz artificial
Já a frontal evoluiu, de fato, com os 16 MP. A definição e o contraste de cores são bons, embora não sejam supereficientes em condições desfavoráveis de iluminação. Falta uma estabilização melhor – o fundo chega a ficar tremido em quase todas as selfies tiradas.

Gabriel Francisco Ribeiro/UOL
Selfie do Galaxy A5 2017
Uma função legal da câmera do A5 é o "botão flutuante", que permite colocar o disparador em qualquer ponto da tela. É uma ferramenta legal, mas é preciso lembrar de usá-la, já que não estamos muito acostumados. 

Vale a pena?

O A5 é um celular bom, mas tem alguns defeitos. Tem elementos de top de linha - como o corpo de metal, leitor de digitais e resistência a água e poeira – e conta com um desempenho razoável. Vale a pena se os problemas com a internet que apareceram no nosso teste forem pontuais.

Mas é preciso considerar que a própria Samsung tem celulares mais interessantes por uma diferença pequena de preço. Os Galaxys A7, A9 e até o top S7 estão na faixa de R$ 1.500 a R$ 2.100.

Já um LG G5 pode ser encontrado a partir de R$ 1.709, um Asus ZenFone 3 por R$ 1.395, e um Moto Z Play por R$ 1.529. 

Ficha técnica: Samsung Galaxy A5 2017

Tela: 5,2 polegadas Full HD Super Amoled
Sistema Operacional: Android
Processador: Exynos 7 Octa 7880 Cortex-A53 1.9 GHz
Memória: 32 GB de armazenamento e 3 GB de RAM
Câmeras: 16 MP (principal e frontal)
Dimensões e peso: 146.1 x 71.4 x 7.9 mm e 159 gramas
Bateria: 3.000 mAh
Pontos positivos: usabilidade e desempenho bons
Pontos negativos: problemas com internet móvel e câmeras razoáveis
Preço: R$ 1.599

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos