Tela preta nunca mais? Como a Samsung quer mudar a forma que você vê a TV

Gabriel Francisco Ribeiro

Do UOL, em Nova York (EUA)*

  • Divulgação

    Que tal dar uma função para a tela da TV quando ela está desligada?

    Que tal dar uma função para a tela da TV quando ela está desligada?

A Samsung apresentou nesta quarta-feira (7), em evento realizado em Nova York (EUA), suas novas televisões com qualidade QLED e assistente virtual Bixby, numa tentativa de corrigir falhas encontradas em modelos do último ano. 

Além de fazer você conversar com a sua TV, a companhia sul-coreana pretende tornar as TVs mais do que um objeto na sala. Uma das principais ideias é acabar com aquela "tela preta" (estática) que estamos acostumados. Para isso, lançou uma tela inteligente com funções para quando você não está assistindo a um programa.

As novas TVs da série Q9 podem, por exemplo, ser configuradas para mostrar imagens de ambientes em vez das telas pretas para combinar com sua sala em uma função chamada exatamente "Modo Ambiente" --semelhante com a TV The Frame, da própria marca, que expõe obras de arte. Há também a possibilidade de deixar alguns modelos serem configurados para mostrar clima, trânsito, notícias, ou, por exemplo, tocar música.

A função Modo Ambiente consegue até identificar automaticamente a cor e o padrão de sua parede para combinar com o que será mostrado na TV.

As novas séries de TV são a Q9F, Q8F, Q7F e Q6F, com tamanhos que variam entre 49 polegadas no modelo mais básico a até 88 polegadas entre os mais avançados.

A Samsung também aproveitou o evento para anunciar que o paredão modular gigante The Wall, sucesso na CES 2018, será vendido a partir de agosto deste ano. Ele permite que sua parede seja transformada em uma TV gigante, mas quem escolhe o tamanho dela em diferentes momentos é você: por ser modular, dá para ativar ou desativar partes dos módulos e variar o tamanho do display.

Gabriel Francisco Ribeiro/UOL
Nova tecnologia detecta o padrão da parede para reproduzi-lo na tela
Outra estratégia é esconder os cabos da TV por meio de um cabo único de fibra ótica ligado a um hub. Na prática, contudo, isso só transfere a bagunça dos fios de lugar – a empresa diz que é o único cabo do mercado que consegue transmitir dados de audiovisual à velocidade da luz. Com isso, a Samsung espera que a própria traseira da TV seja mais elegante --para quem se importa com isso.

Veja também: 

A Samsung diz que o cabo avançou em relação ao do ano passado e que ele também serve como cabo de energia - ou seja, será realmente um cabo saindo de trás da TV, não dois.

Gabriel Francisco Ribeiro/UOL
Resolução das novas telas da Samsung chega até a 8K

Alguns modelos mais caros das novas TVs melhoram o conteúdo para 8K automaticamente por meio de uma inteligência artificial.

A empresa sul-coreana aposta ainda em elementos como "metais refinados" no corpo do produto para torná-lo mais elegante. Assim como em 2017, as novas TVs chegam em modelos de tela curva ou reta, a depender do modelo escolhido.

Com a Bixby presente no aparelho – embora a assistente ainda engatinhe e não esteja disponível em português sequer para celulares da marca -, será possível pedir ajuda para escolher o conteúdo da TV que você quer ver, após acioná-la com um clique no botão. É algo como usar a Siri em uma Apple TV, atualmente.

Segundo a Samsung, será possível pedir para a Bixby achar, por exemplo, "comédias românticas dos anos 90" ou um filme com seu ator favorito. É possível ainda controlar outros dispositivos conectados de sua casa e até pedir ajudas cotidianas, como com o clima. 

Gabriel Francisco Ribeiro
A tela pode ser usada para ter informações sobre clima, horário e calendário

A Bixby na televisão permite que você peça com a voz para continuar a ver um filme que começou no celular --não precisa selecionar o filme na TV, posicionar onde parou e continuar.

As TVs suportam ainda integração com outros elementos da casa inteligente --dá para ver, por exemplo, imagens de uma câmera de segurança do lado de fora da casa, pedindo isso por voz para a Bixby.

Em suma, os novos televisores QLED prometem o que novos televisores sempre buscam: melhor qualidade da imagem, mais contraste, mais definição. A gente bem sabe: atualmente, é difícil revolucionar o mundo das televisões – tela curva, 3D e outras tentativas não empolgaram em nada o consumidor. Por isso, foco na qualidade.

Para quem já teve acesso a alguns dos modelos na CES 2018, o resultado foi considerado impressionante. Entre as novidades para alcançar um novo patamar, estão um design completamente novo do painel LCD para evitar vazamento interior de luz, escurecimentos locais e um algoritmo que consegue iluminar apenas áreas da imagem que precisam disso – a companhia quer buscar o tom de preto perfeito para seus televisores.

Isso difere um pouco do visto ano passado com os televisores da Samsung, que foram alvos de críticas em comparativos com modelos de outras marcas. Aparentemente, o QLED da marca não se equiparava ao OLED usado por rivais como Sony e LG.

Recentemente, assim como o foco na qualidade, a Samsung tem tentado impulsionar seus televisores com outros elementos. Entre eles estão a TV que parece um quadro na parede (e pode mostrar obras de arte quando não está sendo usada), soluções para evitar cabos ligados à TV e diferentes controles remotos, entre outras.

Linha 2018

A linha Samsung de TVs para 2018 conta com nove modelos entre QLED TVs, Premium UHD, UHD e Telas Ultra-Grandes, disponíveis em diversos tamanhos. As TVs também estão disponíveis em tela plana e curva.

  • QLED TVs: Os modelos da linha 2018 de QLED TVs são: Q9F (65", 75", 88"), Q8F (55", 65", 75"), Q7C (55", 65"), Q7F (55", 65", 75") e Q6F (49", 55", 65", 75", 82"). As QLED TVs apresentam cores e contraste aprimorados, compatibilidade com HDR10+, Modo ambiente, melhorias de Smart TV com Bixby Voice, Controle Remoto Único e Conexão Invisível Única.
  • Premium UHD: Os modelos da linha 2018 de TVs Premium UHD são NU8500 e NU8000. Os televisores UHD Premium contam com recursos como cores cristalinas dinâmicas, compatibilidade com HDR10+, soluções de gerenciamento de cabos e melhorias de Smart TV com Bixby Voice e Controle Remoto Único.
  • UHD: Os modelos da linha 2018 de TVs UHD são NU7100 (75/65/55/50/43/40") e NU7300 (65/55"). Elas incluem imagem UHD e HDR 4K, soluções de gerenciamento de cabos, design fino e recursos de Smart TV.

A Samsung ainda apresentou outros acessórios para suas TVs, entre eles novos Soundbars (inclusive um projetado para gamers):

  • HW-K950: o Soundbar HW-K950 Dolby Atmosbar cria uma extraordinária experiência cinematográfica que oferece som surround 7.1.4.
  • HW-N650: projetado para gamers, o Soundbar HW-N650 possui tecnologia de feixes acústicos que oferece aos usuários uma experiência imersiva como se tivessem no centro da ação.
  • HW-NW700: O Soundbar HW-NW700 possui um design que pode ser instalado na parede e complementa perfeitamente as TVs QLED.
  • VL550: O VL550 inclui um mostrador de metal que os consumidores podem fixar em qualquer superfície metálica e usar para controlar a música com o som da sua voz.

E no Brasil?

As novas televisões da Samsung devem chegar ao Brasil entre maio e junho, antes da Copa do Mundo deste ano, diz a Samsung, que ainda não sabe quais modelos virão ao país. A empresa também confirmou que a Bixby chegará ao mercado brasileiro em 2019.

A data de lançamento exata e os preços ainda não foram revelados pela marca. Os modelos do ano passado da empresa lançados no país tinham preços que variavam de R$ 9.999 na Q7 de 55 polegadas a até absurdos R$ 86.999 na Q9 de 88 polegadas.

* O repórter viajou a convite da Samsung

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos