Custando até R$ 7.799, iPhone X será lançado no Brasil em 8 de dezembro

Do UOL, em São Paulo

  • Reprodução

iPhone X enfim tem uma data para começar a ser vendido no Brasil: dia 8 de dezembro. Se você ficou animado com a possibilidade de garantir o seu novo iPhone antes do Natal, lembre-se que terá que desembolsar uma boa quantia. 

Por aqui, o smartphone custará R$ 6.999 em sua versão "mais em conta" (64 GB) e R$ 7.799 no modelo com 256 GB. 

VEJA TAMBÉM:

Nos dois casos, quem comprar à vista terá desconto. Dessa maneira, eles saem por R$ 6.299,10, na versão 64 GB, e R$ 7.019,10 na de 256 GB. 

Com esses valores, o Brasil foi considerado o país que mais vai pagar caro pelo iPhone X no mundo

Segundo a Apple, as vendas em seu site oficial começam na mesma data e não haverá pré-venda. Mas, assim como aconteceu no lançamento do iPhone 8 e iPhone 8 Plus, algumas redes varejistas talvez comecem a vender o modelo comemorativo um pouco antes.

iPhone 8 é "menos caro"

Se você achou o preço do iPhone X muito alto para o seu bolso, dê uma olhada no iPhone 8, lançado no mesmo dia que o celular comemorativo. Ele pode ser comprado por R$ 3.999 (64 GB) e por R$ 4.799 (256 GB). 

O UOL Tecnologia já testou o aparelho e, apesar dele não trazer recursos inovadores, o celular é ótimo.

Já a versão 8 Plus pode ser adquirida por R$ R$ 4.599 (64 GB) e R$ 5.399 (256 GB). Vale lembrar que algumas lojas oferecem alguns descontos para o pagamento à vista.

Ficha técnica: iPhone X

Tela: 5,8 polegadas OLED
Sistema Operacional: iOS 11
Processador: Apple A11 Bionic
Memória: 64 / 256 GB de armazenamento; 
Câmeras: 12 MP dupla (principal) e 7 MP (frontal)
Dimensões e peso: 143,6 x 70,9 x 7,7 mm e 174 gramas
Bateria: não especificado
Preço: US$ 999 (64 GB) e US$ 1.149 (256 GB)

Já colocamos a mão no iPhone X: veja como é o novo celular da Apple

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos