Carros e caminhões autônomos do Google estão mais perto de virar realidade

Márcio Padrão

Do UOL, em São Paulo

  • Murilo Garavello/UOL

    Jaguar I-PACE da Waymo, empresa de carros autônomos da Google

    Jaguar I-PACE da Waymo, empresa de carros autônomos da Google

Por mais que a tecnologia avance, ainda precisamos lidar com carros em vez do teletransporte, invenção que sabe-se lá se um dia sairá da ficção científica. Mas um dos anúncios do Google em sua conferência I/O, na terça-feira (8), também parece vir diretamente dos filmes, mas está bem palpável: os carros que se dirigem sozinhos. Não apenas os comuns: caminhões também.

VEJA TAMBÉM:

Uma das empresas do grupo Alphabet --dona também do Google-- chama-se Waymo e tomou parte do tempo da conferência do Google para falar que a inteligência artificial, tão em voga hoje, também vai deixar os veículos sem motorista humano mais confiáveis.

A gente já viu as diferenças nos carros autônomos de diferentes empresas, mas Dmitri Dolgov, chefe de tecnologia e vice-presidente de engenharia da Waymo, revelou um pouco mais sobre a tecnologia da empresa. Alguns destaques:

  • Trabalhando com a equipe do Google Brain --equipe de aprendizado profundo da empresa-- a Waymo diz ter conseguido reduzir a taxa de erro para detecção de pedestres em 100 vezes em relação aos primeiros testes, tornando o sistema mais seguro e mais capaz. 

  • A Waymo diz ser atualmente a única empresa no mundo com uma frota inteira de carros autônomos --construídos pela Jaguar-- em vias públicas à disposição do público. Em Phoenix, no Arizona, pessoas já começaram a passear nesses carros. Na cidade, desde novembro passado, qualquer pessoa pode se inscrever no programa de testes da Waymo e chamar um veículo autônomo pelo celular. Uma versão comercial, à la Uber, deverá ser lançada na cidade ainda neste ano
  • No começo deste ano, outros veículos autônomos da empresa --caminhões da Peterbilt e minivans da Chrysler-- também passaram a funcionar em caráter experimental em Atlanta

Murilo Garavello/UOL
Caminhão autônomo da Waymo, o Peterbilt 579

  • A inteligência artificial da Waymo/Google continua sendo testada para aprimorar as reações dos carros autônomos a situações "sutis e difíceis", como manobrar em zonas de construção, ceder a veículos de emergência e dar espaço para carros que são estacionados em paralelo. Seus carros já percorreram 9,6 milhões de quilômetros de estradas e observaram centenas de milhões de interações entre veículos, pedestres e ciclistas, para alimentar esse aprendizado de máquina.
  • Com programas de simulação e algoritmos, a Waymo está realizando testes virtuais com o equivalente a 25 mil carros todos os dias, o dia inteiro.
  • O aprendizado de máquina também está melhorando em relação a cenários de mau tempo, conseguindo separar pedestres e objetos importantes do ruído provocado pela neve e água de chuva. Um exemplo visual seria este:

Todo esse progresso empolga, mas ainda nos mantém alertas, já que recentemente um veículo autônomo da Tesla recentemente se envolveu em um acidente fatal e ainda há discussão sobre quem é o culpado por isso. Com muitos carros do Google rodando sozinhos por aí, essa polêmica só tende a aumentar.

Confira os recursos mais incríveis anunciados pela Google

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos