Samsung

Sem rosto ou digitais: Samsung estuda usar seu sangue para identificar você

Do UOL, em São Paulo

  • Tobias Schwarz/Reuters

    Galaxy Gear, smartwatch da Samsung

    Galaxy Gear, smartwatch da Samsung

Já inventaram as senhas numéricas, padrões de desenho, reconhecimento de impressão digital e até de rosto. O que falta? Segundo uma nova patente descoberta pelo site holandês "Galaxy Club", a Samsung pode estar trabalhando em algo mais maluco: padrões de fluxo sanguíneo.

De acordo com a patente, "os caminhos de condução arterial de diferentes usuários quase nunca são idênticos", e assim um smartphone ou um smartwatch poderá provar sua identidade sem usar outros tipos de autenticação.

VEJA TAMBÉM:

Reprodução/GalaxyClub.nl
Patente da Samsung para identificar usuário pela pressão sanguínea

O desenho da patente parece indicar que a aplicação inicial seria em vestíveis, como o relógio inteligente Gear S3. Se funcionar direito, isso seria conveniente, por exemplo, para usar o smartwatch para pagar contas com o sistema Samsung Pay. O usuário não precisaria fazer nada para autenticar a compra: seria reconhecido automaticamente pelo pulso.

VEJA TAMBÉM:

O pedido de patente foi submetido há bastante tempo: em julho de 2016 nos EUA. Por isso, devemos mencionar que nem todas as patentes se transformam em produtos ou recursos reais. As razões podem ir de desafios técnicos até questões de custo final do produto.

Por aí ainda tem gente testando outras formas estranhas de biometria, desde o nível de suor até o movimento dos lábios. E as empresas ainda não desistiram do sensor de impressões digitais: ele apenas pode vir a ficar debaixo da tela do celular.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos