Samsung

Galaxy Note 9 tem superbateria e caneta que funciona como controle remoto

Lilian Ferreira*

Do UOL, em Nova York

O celular mais poderoso da Samsung ganhou nesta quinta-feira (9) uma nova versão, o Galaxy Note 9. Sem grandes mudanças em relação ao Galaxy S9 lançado em fevereiro e o Note 8 do ano passado, seus principais destaques são a caneta stylus S Pen, que agora funciona como um controle remoto, e uma bateria mais poderosa.

A Samsung costuma guardar inovações de design para a linha S e junta o que tem de melhor em hardware e desempenho para a linha Note.

VEJA TAMBÉM

Por isso, visualmente ele é muito parecido com os celulares anteriores da marca, mas traz processador parrudo e as melhores câmeras, bateria e tela da marca. As pré-vendas começam em 10 de agosto nos EUA, e a venda direta no dia 24 de agosto, a partir de US$ 1.000.

Ainda não há preço nem data para o Brasil, mas o pré-registro começa nesta quinta-feira e vai até 29 de agosto.

Lilian Ferreira/UOL
Galaxy Note 9 (à esquerda) e o Note 8

São quatro cores: preto, azul, lavanda (mais rosa do que a roxa do S9) e cobre (um pouco diferente do dourado). Todos vêm com caneta na mesma cor do aparelho, menos o modelo azul, que tem caneta amarela.

Divulgação

Com tela Super Amoled de 6,4 polegadas, ele supera por apenas 0,1 polegada o Note 8, que tinha a maior tela de um celular top de linha vendido no Brasil.

Lilian Ferreira/UOL

As câmeras traseiras (o Note 9 traz dois sensores, como no Note 8 e no S9+) continuam com 12 MP, mesma resolução dos iPhones. A câmera frontal também continua com 8 MP, resolução um pouco maior do que as dos iPhones (que contam com 7 MP).

O processador é o mesmo do S9+, o Snapdragon 845. Em memória RAM, teremos versões com 6 GB e 8 GB.

Agora as novidades: o smartphone tem 4.000 mAh de bateria, uma capacidade acima de todos os iPhones e dos tops da Samsung, mas abaixo do Galaxy A9, da própria marca, e do Zenfone 3 Zoom, da Asus (ambos contam com 5.000 mAh), por exemplo.

Claro que só o número não é garantia de bateria que dure mais, pois os celulares têm cada vez mais melhorado o desempenho, fator importante por causa das telas gigantes, para gastar menos bateria. A promessa da Samsung é ter um celular que dure mais do que um dia com uso moderado. Vamos ver depois durante os testes do UOL Tecnologia.

Vale lembrar que o fiasco do Note 7 foi exatamente a bateria, que pressionada pelo design minimalista do aparelho causava pequenas explosões. O Note 9 vem um pouco mais "gordinho" do que os anteriores, imperceptível na prática, para acomodar a bateria maior.

No quesito armazenamento, o aparelho conta com versões com 128 GB e 512 GB. E como suporta cartão de memória, pode chegar a 1 TB de armazenamento extra. Um exagero de capacidade em um mundo onde tudo está na nuvem. Se você tem um iPhone e seu iCloud vive cheio, este pode ser um diferencial.

Divulgação
Parte traseira do Galaxy Note 9

leitor de digitais saiu do lado das câmeras (uma posição muito alta e ruim de ser alcançada) e está abaixo das câmeras, para um uso muito mais intuitivo.

Lilian Ferreira/UOL
Comparação entre o Galaxy Note 9 (à esquerda), o Galaxy Note 8 (centro) e iPhone X (à direita)

O acabamento do celular também mudou. Apesar de continuar com frente e traseira em vidro e laterais em metal, está com cantos menos arredondados e uma pegada que escorrega menos das mãos.

A caneta ficou mais útil

A caneta S Pen agora tem um "botão" que permite usá-la como um controle remoto para câmera, música, fotos e outros apps. A API é aberta para desenvolvedores criarem ainda mais usos.

Ela usa bluetooth para se comunicar com o celular e tem bateria que dura 30 minutos ou 200 cliques com 40 segundos de carregamento.

Lilian Ferreira/UOL
Uma das maiores novidades do Note 9 é a S Pen, que além do botão de sempre vem agora com bluetooth. Com ela, dá para tirar fotos à distância, passar slides e fotos, por exemplo

Foi a novidade que mais chamou minha atenção. Ela funciona a até 10 metros de distância e pode ser usada para passar slides ou mostrar fotos quando você está longe do celular.

Segurando o botão, por exemplo, a câmera liga. Com um clique, bate a foto. Com dois cliques, alterna entre câmeras. Facilita muito na hora de tirar selfies. E você pode configurar o uso do botão.

Junto com o acessório Dex, que agora é só um cabo que liga o celular a uma entrada HDMI, você pode fazer apresentações em telões direto do celular. Dá para usar uma tela no celular e na outra a apresentação.

Lilian Ferreira/UOL
No Galaxy Note 9, dá para ter uma tela na TV ou monitor e outra no celular, tudo controlado pelo aparelho. Se quiser, é possível usar teclado e mouse por Bluetooth

Câmera mais inteligente

A Samsung sabe que um dos principais motivos de compra de um celular é a câmera e por isso sempre traz novidades.

Usando inteligência artificial, o software da câmera reconhece 20 cenários pré-determinados e ajusta os parâmetros de câmera como abertura, foco, nitidez, etc. para uma melhor foto. Tem o modo alimento, flores, pessoas, paisagem...

Ela também vai avisar de falhas na hora de bater a foto. Como hoje alguns celulares da Samsung e do Google já alertam que a câmera está suja, a do Note 9 vai dizer se alguém piscou na foto, se está no contraluz ou se a foto saiu tremida.

Uma outra novidade é que no My Emoji você poderá mudar os fundos, e no futuro até personalizá-lo, além que escrever sobre ele e criar GIFs.

Outros avanços foram: carregamento sem fio rápido, resistência à água e poeira com certificado IP68 e acesso a serviços como Samsung Health (monitoramento de atividade física) e Samsung Pay (pagamento móvel).

Reprodução

Outros anúncios

A empresa também aproveitou o evento para lançar seu novo relógio inteligente, o Galaxy Watch, que sucederá a linha Gear. Traz tela Amoled de alta resolução, resistência à água para nadar e vidro resistente Gorilla DX+, além de conexão 4G e as funções fitness. Virá em dois tamanhos: 42 mm e 46 mm.

Falou ainda dos incrementos à assistente inteligente Bixby, exclusivo dos produtos da Samsung. Ela mostrou maior capacidade para conversas mais fluídas, um conceito que o Google também explorou no I/O.

"Eu preciso de um concerto no Brooklyn no final de semana do Dia do Trabalho", pediu um dos executivos a Bixby com a ajuda do Note 9. A resposta pareceu ser precisa e lembrou uma conversa com alguém "real". Lembra o Google Assistente, que também mostrou neste ano um recurso similar para agendar compromissos, com a voz do programa por telefone.

O DeX, um acessório para transformar seu celular numa área de trabalho, ficou mais simples. Dá para fazer apresentações, editar fotos e assistir a vídeos usando adaptadores que se conectam ao monitor.

A Samsung também entrou na categoria dos alto-falantes inteligentes. O Galaxy Home tem alto-falantes da marca AKG e oito microfones para reconhecer vozes, ainda que estejam distantes. O preço e a disponibilidade por países não foram revelados.

A empresa também anunciou uma parceria com o Spotify para que usuários possam ouvir músicas em diferentes dispositivos com apenas o toque de um botão. Na apresentação, o executivo trocava entre um celular, uma TV e um Galaxy Home e sempre continuava ouvindo a mesma música.

Ficha técnica: Galaxy Note 9

Tela: 6,4 polegadas Amoled Quad HD+ 18.5.9 (2.960 x 1.440 pixels)
Sistema operacional: Android 8 Oreo
Processador: Snapdragon 845
Memória: 128 GB de armazenamento e 6 GB de RAM ou 512 GB de armazenamento e 8 GB de RAM
Câmeras: traseira dupla (12 MP) e frontal (8 MP)
Dimensões e peso: 161,9 x 76,4 x 8,8 mm; e 201 gramas
Bateria: 4.000 mAh
Outros itens: certificado IP68 (resistência à água e poeira), som estéreo AKG Dolby Atmos

* A jornalista viajou a convite da Samsung

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos